Quanto sal tem a sua alimentação?

Hoje celebra-se o Dia Mundial da Hipertensão e não poderia deixar de falar aqui do maior veneno da saúde dos portugueses: o sal.
Cerca de 40% dos portugueses sofrem de hipertensão arterial... sofrem não será o melhor termo a aplicar pois este é um problema silencioso, não dói e é tão banal que muitas pessoas com este problema embora saibam que o têm  não o consideram um problema e não lhe dão grande importância,  mas o facto é que a hipertensão mata!  Ou se não pode diminuir muito a qualidade de vida, já que esta é a principal causa de AVC, que é a doença que mais mata em Portugal.
É do senso comum que a redução do consumo de sal pode ajudar a prevenir e controlar a hipertensão, isso toda a gente sabe. O problema é que toda a gente acha que consome pouco sal, toda a gente acha que a sua comida já leva pouco sal, que cozinha a "meio sal"... mas quanto é pouco sal? É sabido que os portugueses consomem diariamente cerca de 12gramas de sal... sendo 6gramas o limite máximo de sal diário recomendado, os portugueses consomem o dobro do sal permitido por dia! E se você é português,  não deve ser excepção. Quanto sal tem a sua comida? Para quem mede o sal a olho é difícil responder a esta pergunta. Saibam que 1colher de chá de sal tem cerca de 5gramas de sal (sim, uma colher pequenina tem isso tudo). Saiba ainda que sem adicionarmos sal a nada os alimentos já nos dão cerca de 2gramas diariamente. Agora faça as contas a quanto sal e quantas vezes deita sal na comida...sim, faça mesmo as contas! Só assim poderá perceber a gravidade desta problemática.
Deixo aqui um desafio: comece a medir sempre o sal que adiciona à comida com uma colher para ter uma melhor noção do que coloca (a olho uns dias vai menos, outros dia vai mais) e vá reduzindo aos bocadinhos de dia para dia - assim ninguém nota pois vão habituando-se aos poucos e daqui a 2meses pode estar a colocar metade do sal que utilizava até agora. Opte também por não colocar sal em alguns alimentos, substitua-o por especiarias e ervas aromáticas. Faça isso e verá que é possível  e necessário reduzir o consumo de sal, por si e pelos seus!

Etiquetas: